Corrimento vaginal, como sinal de candidíase

Corrimento vaginal é um fluido segregado pelas glândulas localizadas na vagina e vulva. O corrimento protege a vagina de infeções, limpa-a, e proporciona lubrificação durante as relações sexuais. Algumas vezes, quando algo está irregular na área íntima, um corrimento anormal é dos primeiros sintomas. Isto pode acontecer na vaginose bacteriana, candidíase, ou outro problema urogenital.

Para além de corrimento vaginal, outros sinais de infeção vaginal fúngica (candidíase) incluem prurido, ardor, vermelhidão, irritação, inchaço e dor ao urinar ou durante relações sexuais. Infeções vaginais fúngicas (candidíase) são geralmente causadas pela cândida albicans, um tipo de fungo que vive normalmente em várias zonas do nosso corpo – na vagina, no trato digestivo e na boca. Em condições normais, o fungo vive em equilíbrio com outros micróbios e pode ser parte da nossa saúde vaginal. Contudo, se existe um desequilíbrio no corpo, este fungo pode ser o início para um crescimento descontrolado, causando uma infeção e desconfortos relacionados.

A maioria das mulheres experiencia pelo menos uma vez na vida uma infeção vaginal fúngica (candidíase). Muitas mulheres sofrem também de infeções recorrentes, especialmente antes ou depois do período menstrual, durante a gravidez ou durante a toma de contracetivos orais. Outros fatores que podem causar um desequilíbrio na flora vaginal e contribuem para um crescimento excessivo da cândida são os antibióticos, excesso de peso, diabetes, utilizar roupas apertadas sintéticas, utilizar medicação à base de esteróides, etc.

Alterações no corrimento que podem ser sinal de infeção vaginal fúngica

Um corrimento normal varia em cada mulher, mas geralmente é claro, esbranquiçado ou amarelado. Pode variar entre espesso, pegajoso, ou elástico, dependendo do ciclo menstrual, de níveis de stress, hábitos alimentares, gravidez, amamentação ou certas medicações. A quantidade de corrimento pode variar também, e pode ser verificado um aumento durante a ovulação ou quando está excitada sexualmente. Se reparar que tem um corrimento branco, espesso, grumoso, idêntico a requeijão, pode ser sinal de infeção vaginal fúngica (candidíase). Corrimento pode também aumentar em quantidade durante uma infeção vaginal fúngica (candidíase), mas é geralmente indolor. Se experienciar estes sintomas contacte o seu médico para aconselhamento, especialmente se estiver grávida.

Um engano comum

Dois dos desconfortos vaginais mais comuns estão relacionados com um desequilíbrio da flora vaginal – vaginose bacteriana e candidíase. Estes dois problemas partilham sintomas idênticos, e por isso são muitas vezes confundidos, causando problemas com o tratamento prescrito e algumas vezes mais complicações. Apesar de existirem casos em que ambas as infeções se desenvolvem simultaneamente, na maioria dos casos existem algumas diferenças que podem ajudar a diferenciar estes dois problemas. Corrimento é caraterístico da vaginose bacteriana e é normalmente branco acinzentado ou amarelado, normalmente muito fino, acompanhado com um odor a peixe forte. Na infeção vaginal fúngica (candidíase), o corrimento tem um forte odor, e é idêntico a requeijão.


"Se verificar um corrimento branco, espesso, pegajoso, idêntico a requeijão, pode ser sinal de uma infeção vaginal fúngica (candidíase)"