O exercício pode causar dor vaginal?

Todos sabemos que o exercício físico é importante para a saúde em geral por isso não será irónico que se fizermos exercício possa causar alguns desconfortos vaginais desagradáveis? Exercício pode criar condições para que exista irritação vaginal e assim permitir que os micróbios nocivos se alojem. Se tiver dor vaginal durante ou após fazer exercício, não se preocupe. Pequenas alterações podem fazer uma grande diferença. Não deixe que a dor e irritação vaginal a afastem do ginásio!

Quais são as causas comuns do exercício relacionado com dor vaginal?

Muitas de nós estamos familiarizadas com os desconfortos da fricção, pressão e suor que o exercício físico pode provocar mas geralmente ignoramos o facto de estas poderem afetar a saúde vaginal. Dor generalizada na região da vulva, vermelhidão, inchaço e prurido são irritações vaginais comuns associadas ao exercício.

Este tipo de desconfortos pode facilmente ser causado por utilizar roupa apertada, desgastada ou sintética que retém o suor e humidade e pode causar dor relacionada com pressão e fricção. Se fizer aeróbica, corrida, jogging, cycling ou spinning a sua roupa fazer pressão e friccionar contra a sua vulva. Isto causa fricção que pode danificar e irritar a pele delicada na sua área íntima.

Pode reparar num aumento do seu corrimento vaginal durante ou após o exercício. Isto é normal, especialmente de estiver a usar bicicletas ou a suar muito. Muitas mulheres suam bastante na sua área genital enquanto fazem exercício. Se a sua roupa não for flexível ou respirável, vai reter a humidade. Isto pode fazer com que a irritação piore, criando as condições perfeitas para uma infeção microbiana vaginal.

Infeções vaginais fúngicas (candidíase) gostam de ambientes quentes e húmidos. Se tiver prurido e corrimento esbranquiçado espesso, idêntico a requeijão, provavelmente tem uma infeção fúngica. As outras infeções microbianas, como a VB (Vaginose Bacteriana) apresentam um corrimento acinzentado com um mau odor idêntico a peixe. Atue caso reconheça estes sintomas em si – podem ser facilmente tratados com produtos de cuidados íntimos eficazes.

Com pequenas alterações e atenção à higiene antes e depois do exercício, pode evitar a maioria dos desconfortos, se não mesmo todos os comuns problemas com a saúde vaginal relacionados com a prática de exercício.

Faça estas alterações simples para evitar dores vaginais relacionadas com exercício.

Use uma roupa adequada para fazer exercício: Reveja o seu roupeiro completo de roupas de treino. Leggings justas e/ou sintéticas ou calças de treino podem ser a sua preferência, mas muitos destes itens não são feitos de tecidos respiráveis e podem causar fricção durante o exercício. Evite usar tangas e roupa de interior de algodão. Escolha roupas de treino feitas de materiais naturais que permitam que a humidade saia e se evapore, são a melhor escolha. Se insistir em roupa justa – escolha uma mistura de algodão com outros tecidos naturais respiráveis.

Mantenha-a lavada! Se possível, tome um banho logo após o exercício. Se isso não é possível no ginásio, lave suavemente a sua área vaginal, e na mínima das hipóteses troque as suas roupas suadas, calças e cuecas antes de ir para casa. Aplique uma boa higiene vaginal sempre.

Aplique um creme protetor ou bálsamo: isto pode ajudar a evitar queimaduras de fricção e atrito na área íntima. Pó talco deixou de ser recomendado. Uma camada fina de um creme emoliente, como por exemplo a Vaselina tem melhores resultados. Aplique antes de começar o exercício. Após o seu exercicío físico – particularmente se realizar bicicleta – aplique uma Multi-Gyn Compressa para oferecer alívio refrescante imediato na sua zona íntima.

Experimente algo diferente: o cycling faz pressão na vulva – por isso porque não diferenciar um pouco e experimentar outras actividades para ver se a sua condição melhora.

Não ignore os seus sintomas: Ter algum prurido vaginal ou irritação após um treino intenso não é anormal. Se persistir, não espere que desapareça sozinho. Poderá ter uma infeção microbiana.