Anatomia da vagina

A vagina é um órgão muscular elástico, que liga o útero aos órgãos reprodutores externos. É importante relembrar que a aparência da nossa zona íntima é bastante individual – os genitais femininos podem diferenciar no formato, tamanho, cor, textura e na sua aparência geral. Saiba mais sobre a anatomia da vagina para entender melhor de que forma esta parte fascinante do corpo feminino funciona.

Zona íntima externa

A vagina está ligada à vulva, o que inclui os lábios exteriores ou lábia, lábios interiores, clitóris e as aberturas exteriores da uretra e vagina. Por vezes as pessoas confundem a vulva com a vagina – a forma mais fácil de não se esquecer é que a vulva é o que consegue ver quando observa a sua zona íntima com um espelho. A vagina está situada dentro do corpo e a única forma de a examinar completamente é com um espéculo, que é aquilo que um ginecologista faz durante um exame Papanicolau.


A abertura vaginal está escondida por dois conjuntos de lábios – maiores e menores. Estes são os lábios exteriores da vulva, que protegem a vagina de infeções e proporcionam estímulo durante as relações sexuais. São muito sensíveis. O clitóris está escondido pelos lábios. Este tecido suave do tamanho de uma ervilha é provávelmente a parte mais sensível do corpo feminino. A estimulação do clitóris proporciona excitação e pode conduzir a um orgasmo, fazendo do clitóris um órgão muito importante para o prazer sexual. Quando está excitada, o seu clitóris (e os seus lábios) podem ficar maiores devido ao aumento da circulação sanguínea para a região genital. Isto é normal.

A abertura da uretra está directamente em baixo do clitóris. A urina vem da bexiga, atravessa pela uretra e sai por esta abertura. A abertura está fechada por um músculo circular que permite reter a urina até chegarmos à casa de banho. Por vezes este músculo enfraquece, causando incontinência urinária.

Vagina

"É importante relembrar que a aparência da nossa zona íntima é bastante individual – os genitais podem variar no formato, tamanho, cor, textura e na sua aparência geral de uma pessoa para outra."


A vagina

A abertura da vagina é por baixo da ureta. É por aqui que o sangue menstrual sai e onde os tampões, copos menstruais, supositórios vaginais e hidratantes vaginais são inseridos. Durante a relações sexuais, é onde o pénis penetra a vagina. O interior está coberto por tecido suave que varia na textura e hidratação, dependendo de factores específicos como excitação sexual, gravidez, doença, amamentação, menstruação e menopausa. Este tecido suave contém muitas glândulas que segregam corrimento fluido vaginal, que é necessário para a lubrificação e protecção contra infeções. A vagina tem uma elasticidade fantástica e estica o suficiente para se tornar o canal de nascimento para o bebé desde o útero, também conhecido como ventre.

Vagina

Perto da abertura da vagina existe uma membrana fina chamada de hímen. Esta membrana pode romper na primeira vez que se realiza relações sexuais, por vezes causando uma ligeira perda de sangue. Também pode romper devido a exercício físico, desporto e exame interno.

A vagina e outros órgãos reprodutivos são mantidos no lugar pelos músculos pélvico. Estes músculos previvem prolapsos e incontinência e podem ser fortalecidos através de exercícios pélvicos, também conhecidos como exercícios Kegel.

O outro extremo da vagina está ligado ao cérvix, ou pescoço do ventre. O cérvix tem uma abertura muito pequena que ajuda a prevenir que qualquer coisa que não deva entrar, entre no útero. O cérvix expande anormalmente durante o parto para permitir que o bebé passe do útero para a vagina, e para o mundo exterior.