Higiene íntima – menos é mais

Pode já ter ouvido que uma má higiene íntima pode causar mais danos do que não realizar higiene nenhuma. Pode soar a exagero, mas é absolutamente verdade. Maus hábitos de higiene podem ser prejudiciais à sua saúde vaginal, por isso assegure-se que entende e segue alguns princípios básicos que determinam uma higiene adequada.

Não é incomum que as mulheres causem danos à sua saúde íntima apenas por pensar que cuidados apropriados são baseados na regra de “quanto mais, melhor”. Veja porque é que “menos é mais” quando toca aos cuidados das suas partes íntimas.


Mecanismos de defesa do nosso corpo

O corpo humano foi desenhado para se manter equilibrado. Todo o nosso corpo está ligado, criando um mecanismo baseado na precisão e princípios delicados de manter o equilíbrio em ordem para funcionar eficientemente e manter-se saudável. Esta é a razão pela qual a vagina é uma hospedeira de milhões de bactérias, que vivem em perfeito equilíbrio, não causando problemas. Será assim até que o rácio de boas e más bactérias seja comprometido. Quando as bactérias saudáveis são reduzidas em número, as bactérias nocivas expandem-se e começam a desenvolver-se excessivamente. O crescimento excessivo de bactérias nocivas conduz a infeções tais como vaginose bacteriana que manifesta sintomas desconfortáveis como por exemplo, corrimento, odor a peixe, ardor, prurido e irritação. Para parar a infeção, é necessário reverter o processo – reduzir o número de bactérias nocivas e estimular o crescimento das boas.

Quando falamos do papel protetor da pele, é importante entender a estrutura da pele e como esta pode ser danificada. A superfície da pele é coberta por uma barreira protetora. Esta barreira é o principal protetor do interior do nosso corpo contra irritações e infeções. A barreira protetora pode facilmente ser danificada pela utilização de produtos agressivos e sabão. Estes produtos eliminam a camada protetora da superfície da pele, deixando a pele desprotegida e exposta. É por isto que utilizar produtos de lavagens inapropriados, ou lavar demasiadas vezes, pode danificar a camada protetora e expô-la a risco de infeção.


"É importante lembrar-se que a pele que cobre a área íntima é fina e muito delicada. Qualquer tipo de tratamento mais agressivo, como lavar demasiadas vezes, coçar, fricção ou detergentes fortes podem causar irritação e infeções."


O que significa exatamente “menos, é mais”?

É importante lembrar-se que a pele que cobre a área íntima é fina e muito delicada. Qualquer tipo de tratamento mais agressivo, como lavar demasiadas vezes, coçar, fricção ou detergentes fortes podem causar irritação e infeções. Lave-se uma vez por dia utilizando água ou um produto de lavagem íntima suave que não contenha perfumes ou outras substâncias irritantes. Seque bem a sua área íntima utilizando uma toalha limpa e suave – passe suavemente, não esfregue. Se sentir a necessidade de se lavar mais vezes do que o recomendado (especialmente durante a menstruação, após o exercício físico, ou quando sua excessivamente), pode utilizar toalhitas íntimas sem cheiro, ou simplesmente utilizar apenas água.